segunda-feira, 30 de junho de 2008

Continua a decoração...

...do meu quartinho!

Sábado de manhã os meus papás viram e decidiram a cama, mas ainda não foi comprada (provavelmente só na quarta-feira). Foi ainda dia de compras para o meu quartinho: duas cómodas para guardar as minhas roupinhas, sendo que uma vai também fazer de trocador. Comprou-se ainda uma secretária nova (a que tínhamos era enorme), para de uma vez por todas e para bem da saúde da minha mãe, "desmanchar" o escritório para passar a ser oficialmente o meu quarto. Sim é verdade, o meu quarto era o escritório e a minha mãe andava há que tempos (mesmo muito tempo!) a chatear o meu pai para ele retirar tudo o que era de escritório. Ele ainda aguentou uns tempos, mas depois teve que ceder, afinal somos duas e ele é só um ihihi.

Ora as cómodas vinham por montar, e mesmo que não viessem, a minha mãe mandava desmontar, só para ter o prazer de andar à martelada e a aparafusar tábuas de madeira. Domingo de manhã, deixámos o meu pai a dormir confortavelmente na cama, quando sugeri à minha mãe irmos montar as cómodas, pois sei que ela adora. Ora ela levantou-se logo! Parecia uma criança quando lhe dizem que vão dar um gelado, ficam em êxtase. Umas horas depois, acorda o meu pai, pé ante pé, a ver o que nós estávamos a fazer. Nós fazíamos muito pouco barulho para ele não acordar, e tínhamos quase uma cómoda montada! Sim porque com a minha experiência de construção, aquilo foi um instante. A minha mãe suava por todo o lado mas isso era secundário. Martelo numa mão, berbequim na outra, eu a dar ordens, faz assim agora faz assado, foi um despacho!

Viste mamã, as duas já fazemos uma equipa fantástica! Depois coloco fotos de como está o quartinho!

Beijos

1 comentário:

vóvó Zezinha disse...

olá nétinha querida!Estou a ver que o teu quartinho já está a tomar forma...Boa!Olha, a vóvó já esteve várias vezes ,tentada para te comprar,alguns objetos decorativos...mas como não sei qual o estilo,que os teus papás,querem para o teu quartinho,tenho-me contido.Mas não sei,se aguento muito tempo.
Beijinhos,da vóvó Zézinha.